+A +/- -A

Estudantes ocupam 12 unidades de ensino em Santa Catarina

Estudantes ocupam 12 unidades de ensino em Santa Catarina


Santa Catarina – outubro de 2016


Santa Catarina registra ao menos 12 unidades de ensino ocupadas por estudantes que são contra a PEC 241. Até esta quarta-feira (26), oito campi de dois institutos federais, um campus de universidade federal, um campus de universidade estadual e duas escolas estaduais aderiram ao movimento Ocupa Escola.

  Imagem: Udesc está ocupada por estudantes nesta quarta-feira (26)


Os atos acontecem em todo o país, contra a proposta de emenda constitucional (PEC) 241, que fixa um limite anual de despesas aos órgãos públicos, e a medida provisória 746, que estabelece mudanças no ensino médio.

Na manhã desta quarta, a Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) divulgou uma nota sobre a ocupação na reitoria unidade, iniciada na noite de terça-feira (25). A universidade também informou que a Rádio Educativa Udesc 100,1 FM também está no controle dos estudantes.

"A Reitoria manifesta respeito ao movimento estudantil, no entanto, discorda da atitude de cercear o direito de ir e vir de técnicos e professores da universidade que precisam manter suas atividades de trabalho", informou a Udesc.

A instituição ainda diz que "está tomando as medidas judiciais cabíveis para garantir a manutenção das atividades na instituição" e orienta alunos e servidores a ir normalmente aos trabalhos e aulas.

  Imagem: IFSC Campus Chapecó também está ocupado


UFFS e escolas de Chapecó ocupadas

Ainda na noite de terça-feira, Chapecó, no Oeste catarinense, teve duas escolas estaduais ocupadas e a Universidade Federal da Fronteira Sul também tomada pelos estudantes. Conforme a reportagem da TV Globo, as três unidades seguiam ocupadas nesta quarta.

Ao Boas Escolhas, a assessoria de imprensa da Secretaria de Educação disse não ter informações oficiais sobre ocupações em escolas estaduais. O Boas Escolhas também tentou contato com a UFFS, sem sucesso até a publicação desta reportagem.

Instituições Federais

No estado, pelo menos outros oito campi de duas instituições estão ocupados: do Instituto Federal Catarinense (IFC) e Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC).

As ocupações mais recentes foram registradas em três cidades na segunda-feira (24), no IFSC de São José, na Grande Florianópolis, e Xanxerê, no Oeste catarinense. O campus do IFC de Camboriú, no Litoral, e de Sombrio, no Sul, também foram ocupados.

  Imagem: Estudantes decidiram em assembleia ocupar a UFFS de Chapecó


A unidade do IFC de Rio do Sul, no Vale do Itajaí, foi a primeira ocupação de instituição federal em Santa Catarina, com início no dia 17 de outubro. Depois, na quarta-feira (19), estudantes de Araquari, no Norte, aderiram à paralisação.

Ainda na quarta, começaram as ocupações nos campi do IFSC, com início em Araranguá, no Sul catarinense. Na quinta-feira (20), foi a vez da unidade de Chapecó, no Oeste.

Conforme a secretaria estadual de Educação, não há escolas estaduais ocupadas. Entretanto, até a manhã de segunda (24), ao menos duas unidades estaduais de São Lourenço do Oeste, no Oeste, estavam ocupadas.

  Imagem: IFSC Araranguá está sem aulas


Nas ocupações federais em unidades de São José, Xanxerê, Sombrio e Camboriú as aulas estão mantidas. Já nas de Chapecó estão canceladas por tempo indeterminado, Rio do Sul suspensa por alagamento e Araquari suspensa.