7 Atitudes para ser influente em seu novo emprego

7 Atitudes para ser influente em seu novo emprego


Fazer alianças e manter-se atualizado podem ajudá-lo a virar referência entre seus colegas e conquistar seu espaço.


Nunca é confortável começar em um novo emprego sem conhecer ninguém. Os olhos de todos que já se conhecem e estão acostumados ao ambiente se voltam para você e a pressão para que as expectativas sejam supridas é grande. Porém, ao contrário da reação natural de ficar acuado e apenas observar, esse é o momento ideal para você mostrar a que veio e conquistar o seu espaço e respeito dos novos colegas.

Ao criarmos uma boa primeira impressão, também começamos a ter mais influência sobre as decisões tomadas não apenas na nossa própria equipe, mas em diversos processos da organização. Ser abordado por seus colegas sobre o que eles devem fazer em determinadas situações ou conseguir persuadi-los a fazer o que você considera o mais correto facilita – e muito – o seu trabalho, além de mostrar que seus colegas lhe consideram competente e respeitam sua opinião.

Atingir esse nível de influência, no entanto, pode levar um bom tempo se a pessoa não tomar certas atitudes logo no começo. Para Rodrigo Miwa, especialista em recrutamento profissional, o novo funcionário tem que pensar nisso desde o processo seletivo. “A lição de casa dele é entender a cultura, os valores da empresa e as expectativas em relação à sua entrada antes de começar, para ele chegar já alinhado com tudo”, conta.

Para ajudar quem acabou de entrar em um novo emprego, o Boas Escolhas ouviu especialistas e listou sete atitudes para o profissional conquistar seu espaço e ser influente logo que chegar. Confira abaixo:


Confira também: Os malefícios da fofoca no ambiente de trabalho


1. Defina seus objetivos antes mesmo de entrar

Sabendo quais serão as suas funções e entendendo a cultura da empresa, o primeiro passo é definir com bastante clareza os seus objetivos pessoais no novo emprego. Desta maneira, você vai entrar já com uma postura decidida e não com aquele ar de quem pegou o bonde andando. Além disso, é mais fácil criar uma estratégia de como melhorar o desempenho da equipe e entregar bons resultados quando você sabe exatamente onde quer chegar. “Ninguém espera que o novo funcionário entre para revolucionar tudo antes de conhecer o time, mas ele tem de mostrar interesse e disposição”, observa Roberto Linhares, especialista em RH.

2. Apresente-se para todos os setores

No primeiro dia em seu novo trabalho, é normal que alguém do RH ou o seu gestor lhe apresente rapidamente para seus colegas. No entanto, esse ‘tour’ geralmente é bastante impessoal. O ideal é que o profissional repita essa passagem com mais tempo e fale com seus colegas individualmente. “Ainda mais em empresas com uma cultura mais fechada, é válido o profissional passar de área em área e se apresentar. Explique qual é sua função e pergunte o que cada um faz. A pessoa fica bem vista”, recomenda Ana Flávia Stella, gerente da Randstad Professionals. Desta maneira, você também já faz uma leitura de quem é o responsável por cada setor e quem são os tomadores de decisão da empresa.

3. Não adianta só falar, mostre resultados

É claro que existe um prazo de tolerância para que o novo funcionário comece a entregar os resultados esperados pelo empregador, mas, para ser visto como referência do escritório, quanto menos tempo melhor. “Ele tem de fazer muito bem feito e com muito mais atenção do que costumava ter no emprego em que estava antes. Esse é o ponto principal para ele ganhar espaço e admiração – ser reconhecido pela habilidade”, diz Roberto Linhares.

4. Ouça antes de dar sua opinião

Um erro comum ao começar no novo emprego é chegar já apontando os erros do processo atual e opinar sem muito conhecimento, para mostrar serviço. No entanto, ainda que esteja nos seus planos mudar a maneira como algo está sendo feito, você precisa entender o motivo de ninguém ter mudado isso antes. Pode ser falta de recursos financeiros, pode ser a política da empresa ou qualquer outra razão que fuja do seu alcance. Ao criticar algo ou falar sobre o que não conhece, o profissional perde credibilidade entre os novos colegas e será difícil reverter a má primeira impressão. Seja humilde.

5. Reconheça quem é influente e faça amizades estratégicas

Para Paulo Alvarenga, sócio diretor de empresa especializada no desenvolvimento de líderes, uma das principais atitudes que um profissional deve ter para conseguir criar influência é a de fazer um “Mapa do Poder”. Coloque em uma folha de papel o nome de todas as pessoas que impactam direta e indiretamente no resultado do seu trabalho. A partir disso, verifique quais são as mais importantes no processo, quem toma as decisões que mais interferem no seu trabalho e que podem ajudá-lo. Depois, crie um plano de ação de como se aproximar de cada uma delas.

“Existem pessoas que você vai ter mais desafio para se aproximar e, em muitos casos, elas são as mais importantes para sua rede de contatos”, observa Alvarenga. Há profissionais que não têm interesse nenhum em manter uma relação mais pessoal com colegas de trabalho, por uma questão de perfil comportamental. Com essas pessoas, a sua abordagem terá de ser sempre relacionada a projetos em andamento ou sugestões para melhorar os resultados da empresa. Ainda que não se desenvolva uma amizade, cria-se uma relação de respeito e ganho mútuo.

6. Mantenha-se sempre atualizado

Além de estar antenado com tudo o que acontece dentro da empresa, o profissional que quer influenciar o seu ambiente de trabalho também precisa estar atualizado sobre o mercado como um todo. Além de acompanhar notícias sobre o setor, é necessário manter relações com os fornecedores, por exemplo, para ficar sabendo de movimentações antes de acontecerem e preparar a própria empresa para isso. Desta maneira, ele se torna uma referência para os colegas, que vão começar a procura-lo quando também quiserem se atualizar.

7. Não se envolva em fofocas

Um profissional que consegue se destacar logo que entra na organização vai gerar comentários positivos, mas também pode incomodar algumas pessoas. “Quando vem alguém de fora, se ele imprimir o ritmo dele e conquistar as pessoas, vai fazer com que outras pessoas tenham que sair da zona de conforto, para não ficarem para trás, e, infelizmente, as pessoas não querem isso”, comenta Alvarenga.

É importante não se envolver em intrigas e muito menos falar mal de colegas. Para ser influente, as pessoas precisam confiar em você e acreditar que suas ações são benéficas para toda a equipe, não apenas para si mesmo. Mantenha-se longe das conversas de corredor e, com o tempo, os incomodados vão perceber que os resultados positivos do seu trabalho também melhoram o ambiente para eles.


  

Modelos de Curriculum Vitae (Downloads Gratuitos)

Currículo, emprego e cursos certificados

As 10 pinturas mais famosas do mundo