Dicas para ter sucesso na busca por uma vaga de emprego

Em busca de um emprego?


A seguir conheça algumas das áreas que estão em alta no mercado de trabalho e confira as dicas do Boas Escolhas sobre como ter mais chances de ser selecionado para uma entrevista.


A maioria das oportunidades no país estão abertas no setor de 'serviços', que oferece vagas para profissionais como, por exemplo, assistentes administrativos e secretariado. O segundo setor que mais procura trabalhadores é o 'comércio', seguido por um forte impulso na 'indústria e construção civil'.


Para quem ainda está atrás de uma vaga, ou quem acabou de se formar em um curso profissionalizante, a dica é agarrar a chance com as duas mãos, mesmo que as características do emprego estejam abaixo das suas expectativas ou pretensões.


Se você já tem experiência, esta é uma maneira de colocar o rosto no mercado e estar mais próximo de melhores oportunidades. Se ainda não possui prática, é o momento ideal para aprender e juntar 'background', a bagagem que futuramente poderá ser crucial para obter uma chance ou concorrer a um cargo melhor.

Se você perdeu o emprego recentemente, investir parte do seguro-desemprego em um curso de aperfeiçoamento é uma alternativa inteligente de se preparar para concorrer a uma vaga. Ao se qualificar, você se adianta aos candidatos menos preparados ou aos que têm um currículo parecido.


Veja a seguir algumas dicas para ter sucesso na busca por uma vaga:



1) Pesquise: Informe-se sobre as oportunidades em sites de empresas, sites de empregos, anúncios em jornais, etc. Em alguns sites por exemplo, você pode cadastrar facilmente o seu currículo e receber alertas de vagas por e-mail: É uma forma prática de se colocar na vitrine e, ao mesmo tempo, manter-se informado sobre oportunidades na sua área de interesse.

2) Turbine o seu perfil na internet: Empregadores têm utilizado com cada vez mais frequência sites de redes sociais como Linkedin e Facebook como canais para encontrar candidatos. Capriche na sua imagem, sem ser muito informal. Mantenha seu currículo atualizado para disponibiliza-lo sempre que possível e leia dicas sobre como passar em uma entrevista de emprego. A ideia é estar preparado para empregadores potenciais.

3) Trabalhe para ser feliz: Antes de procurar uma vaga, identifique suas preferências e habilidades: Fazer um trabalho de que você não gosta vai lhe trazer insatisfação e descontentamento. E a infelicidade no trabalho influi não apenas na sua produtividade e felicidade pessoal, mas pode ter consequências até mesmo em sua saúde. Pense nisso antes de se candidatar a uma oportunidade da qual não tem certeza de que poderá ter um desempenho satisfatório tanto para o empregador quanto para você mesmo.

4) Aparência é mais que vestuário: O aspecto faz diferença na busca de emprego, mas não exagere. Na dúvida, procure ser mais formal do que informal, contudo, sem parecer desconfortável ou com jeito de quem vai a uma audiência. Para a maioria dos casos, a simplicidade é o segredo da elegância.

5) Saiba vender-se: Seus cursos e especializações, suas habilidades e competências são muito preciosos: Fale sobre aquilo em que você é realmente bom e relate experiências profissionais que o destacaram, projetos de que participou e que obtiveram êxito e outras ações que o fizeram bem-sucedido em empregos anteriores.

6) Invista no Networking: Escolha boas fontes de referência pessoais e profissionais. Mantenha seus contatos atualizados. Vá a eventos de sua área, sempre que possível. Quem não é visto não é lembrado. Mas não insista no tema emprego: Seja simpático e, caso perguntado, diga que está disponível para novas possibilidades. Mas seja sempre sutil.

7) Tenha um cartão de visitas: Crie um em um programa de imagem ou encomende um em uma gráfica, onde em geral há modelos prontos. Escolha cores discretas, como preto, branco, cinza e uma cor ousada, como vermelho, para dar ênfase no seu nome e contatos. Tenha cautela na hora de distribuir seus cartões. Se estiver em um evento, escolha uma ou duas pessoas no máximo para oferecê-los em um momento oportuno. Se as pessoas a quem der seu cartão não se conhecerem, melhor.

8) Escreva uma carta de apresentação: Não é preciso enviá-la a algum recrutador ou empresa que esteja contratando, pois o objetivo é que, ao apresentar-se de forma escrita, você se familiarize com seus conhecimentos e habilidades. Isso vai ajudá-lo quando for chamado para uma entrevista, por exemplo. Quem conhece a si próprio vende melhor sua própria imagem.

9) Desapegue-se do celular: Há um costume de utilização intensa do celular por parte das pessoas em qualquer local, mesmo que não seja adequado. Se você está diante do entrevistador, ou na sala de espera de candidatos, seja mais cauteloso no uso do telefone pessoal: Coloque no silencioso ou no vibratório. Evite ficar na internet neste momento, mesmo que esteja nervoso. Se puder, desligue o aparelho. A maneira como você usa o celular define o alcance de sua educação e do seu respeito pelos outros.

10) Esteja disponível: Parece óbvio, mas nem todo mundo tem noção de que o entrevistador ou recrutador é prioridade, e que atender ao chamado para entrevista deve ser feito com rapidez. Diga ''sim'', e depois você verifica como está sua agenda. Se você já tiver com algum compromisso agendado para o dia ou horário da entrevista, dê preferência a quem está lhe oferecendo uma chance – mesmo que esteja disputando outras vagas mais atraentes mas que ainda não lhe chamaram.


Confira também: Empregadores dão dicas sobre redes sociais


Modelos de Curriculum Vitae (Downloads Gratuitos)

Currículo, emprego e cursos certificados

As 10 pinturas mais famosas do mundo