+A +/- -A

Net, Claro e Sky começam a cortar sinal de canais de TVs

Net, Claro e Sky começam a cortar sinal de canais de TVs


Atualizado em março de 2017


Menos de 24 horas depois da Sky, a Net e a Claro tiraram a Record, o SBT e a RedeTV! de suas grades em Brasília e arredores. O corte aconteceu por volta da 0h30 desta terça-feira (28). Tudo indica que a mesma coisa acontecerá em São Paulo e demais regiões do país nos próximos dias, após o apagão analógico, previsto para as 23h59 desta quarta-feira (29).
O Cultura Coletiva apurou que a estratégia das três redes abertas é justamente induzir as operadoras a cortarem seus sinais. Assim, esperam que os assinantes se voltem contra as empresas de TV por assinatura, protestando e cancelando seus contratos. Com as operadoras enfraquecidas, terão mais chances de negociar seus sinais por um bom preço.

As redes, que respondem por quase 20% da audiência da TV paga, avaliam que podem faturar de R$ 500 milhões a até R$ 3,5 bilhões por ano com as operadoras. Elas se inspiram na Fox, que conseguiu reajustar o valor de seus canais após tirá-los do ar na Sky, em janeiro.

Na última sexta-feira (24), as três redes deram indicações claras de que querem levar a negociação ao limite. Passaram a exibir em seus intervalos comerciais e em telejornais o anúncio de que deixarão de ter seus conteúdos na TV paga.

O sinal, no entanto, continuará sendo transmitido normalmente em sintonia digital. Para isto, basta que o usuário possua uma TV com conversor ou adquira e configure o equipamento.