+A +/- -A

Capitã da PM do Rio é presa por incitar greve em rede social

Capitã da PM do Rio é presa por incitar greve em rede social


Atualizado em fevereiro de 2017


A capitã da Policial Militar (PM) Ana Paula Moutinho, lotada no 31º BPM (Barra da Tijuca, zona oeste), foi presa administrativamente nesta quinta-feira, 9, por fazer incitação à greve da PM em seu perfil no Facebook.


A Polícia Militar (PM) considera que suas mensagens eram "agressivas à sociedade". A policial ficará detida até domingo, dia 12.

O comando do 31º BPM tomou a medida em cumprimento ao Regulamento Disciplinar da Polícia Militar, informou a corporação. A greve de policiais militares é considerada inconstitucional.

Em seu perfil, Ana Paula escreveu que a PM não iria atuar como de costume e afirmou que a sociedade ficaria desguarnecida. "Só cuidaremos dos nossos! Fujam para as colinas", dizia a mensagem. Hoje, amigos de Ana Paula demonstraram preocupação com sua situação e classificam a prisão como "injusta".

Segundo a PM informa desde a manhã desta sexta, o policiamento no Estado do Rio está normal, mesmo com familiares de policiais bloqueando a frente de batalhões da entidade. A troca de PMs foi feita normalmente no turno da manhã.