+A +/- -A

Brasileira bate em advogado com sapato e é condenada em Milão

Brasileira bate em advogado com sapato e é condenada em Milão


Atualizado em fevereiro de 2017


A Corte de Cassação da Itália confirmou a condenação penal da brasileira Aparecida Edna D.S., 47 anos, por agredir com o salto de um sapato o advogado de seu ex-marido durante uma audiência judicial em Milão.


Ela terá de pagar 1,8 mil euros (R$ 5.800) de multa e mais o ressarcimento de quatro mil euros (R$ 13 mil) para a vítima.

O caso ocorreu em 31 de janeiro de 2008. Durante a audiência em um tribunal de Milão, quando soube que perdeu a ação, a mulher tirou o sapato e começou a agredir o advogado com o salto, além de cuspir e insultá-lo perante os atônitos juízes.

Por causa do ato violento, ela foi condenada a pagar dois mil euros em multa como ressarcimento de danos em favor do advogado, em decisão tomada pela Justiça em 2010. Um ano depois, o Tribunal de Milão confirmou a condenação por injúria, difamação e agressão.

Na Corte de Cassação, Aparecida obteve um desconto na pena porque o crime de difamação foi considerado inexiste, já que ela "ofendeu a vítima na presença dela". No entanto, os magistrados confirmaram a linha dura na questão da agressão mantendo as indenizações em valores elevados.

Recentemente, Aparecida tentou recorrer da decisão, sem sucesso.