+A +/- -A

Página do ''Chapolin Sincero'' pode ser retirada do ar

Página do ''Chapolin Sincero'' pode ser retirada do ar


Atualizado em fevereiro de 2017


Imagem: Reprodução / Facebook


Com mais de 5 milhões de curtidas, a página ''Chapolin Sincero'' pode chegar ao fim. O anúncio foi feito na noite desta segunda-feira (30/1) no Facebook. De acordo com a publicação, o Grupo Chespirito – detentor dos direitos de imagem dos seriados Chaves e Chapolin – solicitou a exclusão da conta por utilizar as imagens sem autorização.

No comunicado, os administradores da página contam que tentaram por diversas vezes a autorização. Assim, tornariam legais a utilização das imagens do personagem. ''Foram anos e anos em busca dessa autorização, vários e-mails enviados aos detentores dos direitos de imagem da série, onde fomos simplesmente ignorados'', diz um trecho da publicação.

Entenda a lei de direitos autorais

Pelo direito de autor, o criador de uma obra intelectual (literária, artística ou científica) deve ser recompensado pelo uso dessa produção. Assim, os possíveis beneficiados, entre eles os músicos, compositores, escritores, cineastas, escultores, pintores e arquitetos, recebem uma retribuição pela divulgação e pela exploração de suas obras. O intuito maior é garantir àqueles que as criaram uma compensação e um estímulo para que continuem criando.

As obras estão protegidas desde o momento da criação e, por isso, seu criador não é obrigado a registrá-la, embora isso seja possível. Os direitos autorais são importantes para todas as etapas da cultura, justamente por significarem uma economia gigantesca em circulação: criação, produção, distribuição, consumo e aproveitamento dos bens culturais.

No Brasil, a Lei nº 9.610, de 1998 regula os direitos autorais, cuja gestão está a cargo da Diretoria de Direitos Intelectuais, do Ministério da Cultura (MinC).