+A +/- -A

Jovem tirada dos pais ainda bebê e encontrada após 18 anos defende sua sequestradora

Jovem tirada dos pais ainda bebê e encontrada após 18 anos defende sua sequestradora


Atualizado em janeiro de 2017


Levada de sua mãe biológica quando tinha apenas oito dias de vida de um hospital na Flórida, nos Estados Unidos, Kamiyah Mobley, de 18 anos, foi encontrada viva e bem, segundo informações divulgadas nesta sexta-feira (13) pela polícia de Jacksonville. A americana Gloria Williams, de 51 anos, responsável pelo furto da criança, foi presa sob acusação de sequestro.


Após ser descoberto o crime e Williams presa, Kamiyah usou as redes sociais para defender a "mãe".

"Minha mãe me criou com tudo que eu precisei e, acima de tudo, tudo o que eu quis. Minha mãe não é uma criminosa", escreveu a adolescente em sua conta do Facebook. Gloria foi levada à penitenciária de Colleton County, na Carolina do Sul, onde, segundo o jornal inglês "Daily Mail", teve uma despedida emocionada com a jovem.

Ainda de acordo com a publicação, Kamiyah, que vinha vivendo com o nome de Alexis Manigo, foi criada por Gloria como sua filha ao lado de outros dois filhos biológicos da mulher. O paradeiro da jovem foi descoberto após uma denúncia anônima ser recebida pelo Centro Nacional para Crianças Desaparecidas e Exploradas do país.

O caso que ocorreu em 1998 teve grande repercussão na época. Uma câmera de segurança mostrou o exato momento em que Gloria, vestida de enfermeira, deixava o centro médico carregando a criança. Um teste de DNA aliado a mais de duas mil pistas confirmaram a identidade da jovem.

Imagem: Kamiyah – ainda bebê – [registro fotográfico de 1998]


Na época, Shanara Mobley, mãe biológica da menina, tinha apenas 16 anos e seu pai, Craig Aiken, então com 19 anos, estava preso. Após a descoberta, Kamiyah foi colocada em contato com os pais biológicos. Se condenada, Gloria Williams poderá enfrentar prisão perpétua.