+A +/- -A

Homem tortura mulher com ferro de passar roupas

Homem tortura mulher com ferro de passar roupas


Atualizado em janeiro de 2017



Luana* que tem de 20 anos precisou ser socorrida por uma ambulância do SAMU ainda na delegacia. Ela sofreu queimaduras nos dois braços, nas pernas e no rosto, com um ferro de passar roupas e sentia muita dor.

O caso aconteceu na manhã de segunda-feira (30) em Maringá, Noroeste do Paraná.

Luana foi queimada pelo ex-marido da amiga, o segurança Flávio do Nascimento Marlos, de 35 anos.

A vítima estava na casa da amiga Andréia*, 35 anos, passando roupas. Quando o ex-marido de Andréia chegou, armado com uma faca. O acusado queria reatar o relacionamento com a ex-mulher, que não estava na casa.


Nervoso ele usou a força para manter Luana como refém e começou a queimar a moça e enviar fotos para a ex-mulher. Na imagem é possível ver que ele queimou primeiro a perna de Luana. Pelo WhatsApp, ele deu o prazo de 10 minutos para que Andréia chegasse em casa, ou queimaria o rosto de Luana.

Andréia não chegou a tempo e a moça sofreu várias queimaduras. A ex-mulher tem medo de Flávio e disse que o suspeito não aceita o fim do relacionamento, e que é muito violento.


A ex-companheira ainda relata que ele exigia também manter um relacionamento a três com elas.

Já o suspeito negou tudo e afirmou que é inocente, que as duas mulheres estão ''armando'' para ele, e que as queimaduras já estavam em Luana quando ele chegou na casa.

O caso gerou revolta até mesmo nos policiais civis e militares que atenderam a ocorrência.

Flávio será autuado por cárcere privado, tortura e lesão corporal dentro da Lei Maria da Penha.


* Os nomes completos das vítimas não foram divulgados para preservá-las