+A +/- -A

Companhia aérea cria área exclusiva para mulheres após assédio em voo

Companhia aérea cria área exclusiva para mulheres após assédio em voo


Atualizado em janeiro de 2017


Depois de denúncias de assédio sexual a passageiras durante voos, uma companhia indiana decidiu tomar medidas de emergência: além de utilizar algemas de plástico para imobilizar passageiros considerados fora de controle, também criou uma fileira de assentos somente para mulheres em seus voos domésticos.


A medida entra em vigor nos voos da Air India a partir do fim de janeiro. As passageiras que voarem sozinhas com a companhia terão a opção da fileira reservada, com seis assentos, sem custos adicionais.

"Como uma companhia que atende todo o país, é nossa responsabilidade prover maior conforto para nossas passageiras", explicou Meenakshi Malik, gerente geral da companhia, ao jornal "The Hindu".

A medida foi tomada após as queixas de passageiras que foram sexualmente molestadas durante voos internacionais da Air India – no caso mais recente, um passageiro da classe executiva mudou de lugar para sentar-se ao lado de uma mulher na classe econômica e a agarrou enquanto ela dormia, durante um voo até os Estados Unidos.

A medida da companhia, no entanto, tem sido criticada por algumas pessoas, que acreditam que é discriminatória e difícil de colocar em prática. Por enquanto, não há planos para estender a área especial para os voos internacionais da empresa.