+A +/- -A

5 Erros fatais para startup

5 Erros fatais para startup


O primeiro ano de uma startup é o mais importante. É o momento em que os empreendedores se deparam com imprevistos e devem corrigi-los o mais rápido possível.


Confira também: Aos 14 anos empreendedor abre sua 3ª startup


As falhas são, em certa medida, aceitáveis no começo de uma empresa, porém, podem ser fatais. Em entrevista ao Boas Escolhas, o investidor e presidente da associação Anjos do Brasil, Cassio Spina, revela quais são os 5 erros que podem acabar com um negócio.


1 – Investir prematuramente:

Chegar ao mercado com uma estrutura muito grande pode não dar certo. O ideal, segundo o investidor, é ir com apetite, mas manter a flexibilidade de uma startup. Assim é mais fácil mudar, caso o negócio tome outro rumo.

2 – Não escutar os clientes:

Aplicar o princípio de tentativa e erro é fundamental para startups. Portanto é primordial saber a opinião dos usuários, e só aumentar o investimento depois de confirmar a aceitação do mercado.

3 – Demorar para reagir:

Não adianta ouvir a opinião dos consumidores sem aproveitá-la para melhorar o negócio. Demorar muito para reagir só afasta os clientes em potencial. Entenda o quanto o público está interessado, como ele avalia seu produto/serviço e quanto ele está disposto a pagar.

4 – Se fechar para opiniões:

É importante usar a experiência de outras pessoas para evitar gastos desnecessários de tempo e dinheiro. A dica é buscar informações ao redor e escutar o maior número de pessoas que puder, sem se fechar em uma bolha.

5 – Errar no conceito:

Os problemas com a definição e a forma de vender a ideia podem ser graves. Faça um bom pitch (resumo sobre sua empresa). Estude, treine e pratique o seu discurso. "Impressionar o investidor a qualquer custo, inventando dados, por exemplo, pode ser fatal para a startup.", finaliza Spina.