+A +/- -A

Como saber até quando apostar no emprego atual?

Como saber até quando apostar no emprego atual?


A busca pelo crescimento na carreira é constante, e ela implica, naturalmente, na escolha da oportunidade de trabalho que lhe dê condições de acumular boas experiências.

Diante da perspectiva de um novo emprego, você tem a sensação de estar perto de tudo isso e reflete sua motivação nos primeiros meses, ou anos, de trabalho. Mas, passado certo tempo, chega a pergunta: até quando apostar nesta opção?


Confira também: Agressividade afeta sua imagem no ambiente de trabalho


Relação de troca

Antes de se sentir culpado pelo questionamento, é importante compreender que se trata de algo comum. Afinal, a vontade de evoluir é característica própria de todos nós, certo?

Sendo assim, tenha em mente que a relação funcionário-empresa deve ser baseada na troca (saudável!) de interesses: por um lado, um estabelecimento ambiciona crescer no mercado e precisa de profissionais aptos para isso. Por outro lado, o colaborador procura no emprego a oportunidade de crescimento, realização pessoal e, claro, financeira.

Portanto, como em um casamento, cada um deve fazer sua parte e se sentir realizado com a decisão. Em determinado momento, quando algo mudar nesta realidade, a melhor solução é encontrar alternativas de suprir, juntos ou não, a deficiência encontrada.

Realização

Para a empresa, esta percepção está diretamente relacionada ao desempenho do funcionário e às suas condições diante do mercado. Ou seja, se a empresa encontra-se num momento de estabilidade e o seu empregado tem correspondido à altura, tudo certo!

Já do lado do funcionário, nem tudo é tão simples. Vários aspectos podem levá-lo à decisão de mudar de rumo, envolvendo não apenas questões profissionais, mas também pessoais.

Afinal, por passar muito mais tempo no trabalho do que em casa, toda esta dedicação precisa ser recompensada: por elogios, reconhecimento, promoção, ambiente de trabalho agradável, possibilidades de ascensão, flexibilidade de horário, enfim, vários estímulos.

Isso sem falar na afinidade com o local e com as pessoas de sua equipe.

Cada um busca suas prioridades e precisa vê-las atendidas. Além disso, é importante que o funcionário acredite no trabalho que realiza, ou seja, concorde com a visão da empresa e com sua política de negócios. Caso contrário, a situação se complica ainda mais.

Transparência

Na busca pela realização profissional, vale lembrar que o processo de mudança de emprego é um pouco desgastante. Por isso, é recomendável investir suas energias na empresa atual, visando ter a certeza de que todas as suas tentativas foram esgotadas.

Seja transparente, expondo, de maneira clara, seus objetivos. Somente assim você poderá perceber, precisamente, o que a empresa pensa do seu trabalho e até onde você tem condições de chegar.

A transparência, quando bem conduzida, elimina desentendimentos, situações e realidades distorcidas. Sendo assim, que tal investir neste caminho?