+A +/- -A

10 Dicas para manter seus filhos protegidos na internet

10 Dicas importantes para manter seus filhos protegidos na internet


Não sabe como manter seu filho protegido na internet? Listamos dez dicas importantes de segurança online.

Pesquisas, leituras em sites, cursos online, troca de e-mails e mensagens instantâneas com os professores, colegas e amigos. O uso da internet – que até pouco tempo atrás era encarado pelos pais como horas de lazer – hoje pode ser visto como um grande aliado para o aprendizado dos filhos.



O novo desafio, no entanto, é manter os ''pequenos'' – longe de conteúdos impróprios e, sobretudo, em segurança na web. Como fazer isso sem ficar 24 horas de olho nas crianças? Siga nossas dicas para manter sua família mais protegida.


1. Antivírus: Mantenha o antivírus do computador atualizado. Prefira você mesmo realizar essa tarefa, em vez de deixar nas mãos dos filhos, que podem acabar se esquecendo da atualização.

O antivírus desatualizado, é o mesmo que não ter um em seu computador, essa ferramenta necessita receber constantemente novas informações de proteção, pois a cada dia, novas ameaças são desenvolvidas por pessoas mal-intencionadas.


Atualmente existe diversas opções de antivírus de qualidade, tanto versão pagas, como gratuitas.

2. Uso compartilhado: Se sua família compartilha um mesmo computador, crie perfis diferentes de acesso para cada usuário, com senhas diferentes. Assim a criança não terá acesso ao conteúdo que não é indicado para a idade dela.


3. Senha: Proteja os perfis com senhas. Uma boa senha deve ter pelo menos oito caracteres (letras, números e símbolos) bem misturados para que seja difícil de ser descoberta. E deve ser trocada regularmente.


Nunca utilize senhas apenas com números ou letras sequenciais. 

4. Ferramenta de controle dos pais: Instale no computador uma ''ferramenta de controle dos pais''. Elas podem ser compradas de empresas especializadas em segurança, ou você pode adquirir uma gratuitamente com boas opções de controle. Essas ferramentas reúnem diferentes opções para o perfil "criança" e "adolescente", estabelecendo o tempo máximo de navegação diária e também filtros que bloqueiam buscas por assuntos impróprios, como por exemplo, ''drogas'' e ''pornografia''.


5. Esclareça os motivos: Para que os filhos respeitem o controle de conteúdo designado pelos pais, é importante que a decisão de instalar uma ferramenta de segurança seja tomada em família, com o envolvimento dos filhos. Esse é um jeito de garantir que as crianças se sintam respeitadas pelos pais e, portanto, passem a também respeitar as regras impostas a elas.


6. Regras: As regras para o uso da internet precisam ser conhecidas por todos da família e, mesmo que algumas pessoas pensem de modo contrário, é importante que o motivo para cada uma delas fique bem claro. Os filhos têm o direito de saber o motivo pelo qual os pais consideram um determinado conteúdo impróprio.

7. Prevenção: Para garantir o respeito às regras, uma boa prática é manter o computador em um local de uso comum da casa, como a sala. Não deixe o computador no quarto dos filhos, por exemplo.


8. Participe: Mesmo usando ferramentas de filtro e bloqueio, a presença dos pais na rotina das crianças e adolescentes é essencial. Perguntar sobre seus interesses na web e participar da vida online dos filhos (principalmente dos mais novos) é um grande passo para mantê-los seguros.


Infelizmente há muitas pessoas mal-intencionadas na web que podem aproveitar a ingenuidade de uma pessoa para conseguir informações pessoais e até mesmo encontros escondidos, que geralmente levam direto ao perigo.

9. Eduque: Ensine seus filhos a não fazerem downloads de músicas ou arquivos sem sua permissão. Se eles compartilharem arquivos, textos ou desenhos é bom que saibam como não infringir leis de direitos autorais ou cometer algo ilegal.


10. Confiança: Ensine seus filhos a confiar em suas intuições e respeitar suas opiniões. Se algo online os deixa nervosos, eles devem ter consciência que sempre podem e devem dizer isso a você.



Confira também: 10 Dicas de segurança para quem utiliza cartões de crédito

Confira também: Saiba a importância e como denunciar crimes na internet